Jandira Padre: “Cheguei a ficar deprimida com o afastamento das Afrikanas”


No programa “A Sua Manhã”, da TPA 1, a cantora Jandira Padre falou sobre o afastamento das Afrikanas e sobre como isso a afectou psicologicamente. 

A seguir uma carreira a solo, a cantora e bailarina Jandira Padre contou que o afastamento do grupo a magoou. “Cheguei a ficar deprimida com o afastamento das Afrikanas. 

O facto de saber que já não estaríamos a ensaiar e a actuar juntas constantemente deixou-me muito triste”, disse a cantora ao ser questionada pela apresentadora do programa, Edusa Chindecasse. Jandira frisou ainda que, apesar de tudo, esta experiência lhe ensinou muito.

 “Aprendi muito com as Afrikanas e hoje consigo gerir a minha carreira a solo porque me sinto segura e confiante”, disse, acrescentando que a situação lhe abriu novos horizontes. “Depois de todas a vicissitudes não quis deixar de fazer o que mais amo que é a música”, sublinhou. 

Hoje, mais madura e pronta para conquistar o mercado musical angolano, Jandira sente que está mais livre e disponível para coisas novas, uma vez que dentro do grupo não podia fazer tudo o que queria, por ser um colectivo. 

“Num grupo as pessoas ensaiam muito, mas cada um vai fazer apenas uma coisa durante a actuação. Por isso, muitas vezes podemos sentir-nos oprimidos pelo facto de querer fazer mais e não poder”, contou. Hoje em dia estão separadas como grupo, mas continuam unidas como amigas. 

A união que existia entre as Afrikana é a mesma, explica. Cilana Manjenje, Serafina Sanches, Jandira Padre e Neide Sofia são os elementos do grupo Afrikanas que decidiram seguir carreira a solo depois da crise do grupo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.