Flor de Raiz é detida pela Policia Nacional por ter forjado o próprio rapto


A kudurista foi constituída arguida por simular o próprio rapto

A cantora angolana, kudurista, Flor de Raiz, foi detida, na passada Sexta-feira, 23 de Fevereiro, às 21H30, pelo SIC-Luanda, por ter forjado o próprio rapto, pelo qual exigiu um resgate de valores monetários na ordem de Akz. 2.000.000.00 (dois milhões de Kwanzas). Informou neste domingo o Gabinete de comunicação institucional da Policia Nacional através da sua pagina oficial do Facebook. Neste endereço https://www.facebook.com/GabinetedeComunicacaoInstitucionaleImprensa/
A mesma ligou para o seu agente, Sr. Tony Vitara, no seu telemóvel (da operadora Unitel) “segundo ela brincando”, dando-lhe a conhecer que foi vítima do crime de rapto, estava sob o poder dos marginais, que lhe queriam violar sexualmente, e para a restituição da sua liberdade teriam de pagar o resgate no valor acima referenciado.
A Polícia Nacional vem, por este facto, apelar aos cidadãos, que se abstenham de comportamentos desviantes e socialmente reprováveis, bem como de actos criminalmente puníveis.
Por outro lado, a Polícia Nacional reitera o firme compromisso de continuar a garantir a ordem e tranquilidade públicas.

Postar um comentário

0 Comentários