RECEBA AS NOVIDADES EM 1 MÃO NO NOSSO SITE.

Os 12 dos álbuns mais esperados de 2018 (Vejas aqui os Artistas)

Share On Facebook ! Tweet This ! Share On Google Plus ! Pin It ! Share On Tumblr ! Share On Reddit ! Share On Linkedin ! Share On StumbleUpon !

Bass
Após o lançamento do seu mais recente videoclipe “Passou” em 2017, Bass, encontra-se em fase de divulgação e preparação do lançamento da sua primeira obra discográfica intitulada “Recados”, que deverá chegar ao mercado nacional no próximo mês de Fevereiro.
 
Liriany Castro
A mais nova aposta do mercado, Liriany Castro, dona de dois grandes sucessos musicais da actualidade, “Faço Como” e “Confusa”, este ano poderá lançar o seu primeiro ‘rebento’, intitulado “Menina Mulher”. Em conversa mantida com o NewsMuzik, a cantora revelou algumas das suas referências musicais a nível internacional como Beyoncé, Rihanna, Whitney Houston, Colbie Cailat e Miley Cirus,  e a nível nacional Pérola, Anna Joyce, Bruna Tatiana, Telma Lee, Sandra Cordeiro, Erika Nelumba e Afrikanita.
 
Landrick
O talentoso artista angolano da “Bom Som”, Landrick, muito conhecido por protagonizar hits e participações sempre bem-sucedidas como as que fez com Loony Johnson, Eva Rap Diva, Ary, Anna Joyce, Younge Double ou ainda com Cage One, também encontra-se em estúdio a preparar para o ano de 2018 o lançamento do seu primeiro álbum.
 
 
Selda “Morena de Cá”
Dona de voz inconfundível, Selda, também conhecida como a “Morena de Cá, esteve ausente dos palcos no ano transacto, porque encontra-se em estúdio a trabalhar na sua próxima obra. Em entrevista ao AngoRussia, contou que este ano vai levar para os seus fãs, um álbum que traz uma Selda mais madura, atrevida e com algumas tendências novas. “Estou a preparar o meu próximo álbum e espero que se concretize. ‘mais madura’ atrevida e com algumas tendências novas”, revelou.
 
 
Preto Show
Preto Show o “Homem do Panamera”, que ganhou mais notoriedade com a saída do grupo The Groove seguindo carreira a solo, conquistou o público angolano com o lançamento do seu primeiro álbum. O cantor da produtora Clé Entertainment, revelou recentemente que poderá lançar a sua segunda obra a solo este ano.
O artista que muito foi motivo de notícias nos últimos tempos por reclamar abertamente a falta de atribuição de um prémio ao seu trabalho, em muitos eventos comprovou que o seu CD é merecedor de troféus, prova disso, em 2017, ‘desarrumou’ o Cine Atlântico com o primeiro show.
 
 
L’Vincy
Deixou a sua voz marcada nos corações dos angolanos, na altura em que participou no reality “The Voice Angola 2015”, começou a dar os seus primeiros passos no mundo da música involuntariamente aos 4 anos de idade, em casa, com o seu irmão, posteriormente reforçou as suas habilidades musicais ao fazer parte de um grupo coral da Igreja Metodista Unidas do Bethel, mas foi em 2014, que deu o maior passo e estreou-se como cantor profissional ao lançar a sua primeira música intitulada “Por ti”.
Ao ressuscitar um dos sucessos mais badalados dos anos 90, “Boca Azul” original de Maya Cool, encontra-se entre os artistas nomeado para o troféu Top Rádio Luanda, nas categorias de “Vos revelação masculina do ano” e “Versão do Ano”. Os fãs também poderão desfrutar do seu primeiro álbum “Meu Tesouro”, ainda este ano.
 
 
Ivan Alekxei
Com mais de 10 anos de carreira, cantor angolano Ivan Alekxei prepara-se para levar aos fãs e amantes de boa música, a sua obra de estúdio intitulada “Pés no Chão, o mesmo que contará com 14 faixas musicais cantadas em vários estilos, desde o Semba, Kizomba Jazz e Zouk. Tem ainda na ‘manga’ para o seu primeiro álbum, as participação de vozes já conhecidas no mercado nacional como Yuri da Cunha, Kyaku Kyadaff, e internacionais, a brasileira Roberta Miranda e o congolês Lokwa Kanza.
 
Chelsy Shantel
Foi durante uma actuação na Aula Magna em 2006, que Chelsy conheceu Nelson Freitas, conhecido como um dos melhores produtores, cantores e compositores da indústria da Música Zouk actual. O seu talento não passou despercebido e Nelson um dos associados da Miss Jane Records, não hesitou em fazê-la parte da família Ghetto Zouk Music/Miss Jane Records.
A talentosa artista também já trabalhou com o músico e produtor Dji Tafinha, entre outros, autora dos hits “Say Yo” e “Aonde é que eu falhei”, é actualmente a nova aposta da produtora ‘Arca Velha’ de Matias Damásio responsável pelo lançamento de alguns dos álbuns mais premiados dos últimos tempos, como de Bruna Tatiana e Edmázia Mayembe. Para o seu primeiro rebento, Chelsy tem como convidado especial o cantor e produtor musical da República do Congo, Kaysha.
É de recordar, que Chelsy Shantel já foi membro da produtora LS Republicano.
 
 
Bruno M
Após vários pedidos dos fãs, o consagrado “Professor” do kuduro retornou as actuações, e foi surpreso com os gritos, aplausos em pé, assobios, daqueles que acompanham a sua trajectória no show em homenagem ao Sebem no último do mês de Novembro no Cine Atlântico. Bruno M, retornará a praça da independência para comercialização de nova obra discográfica, cujo título do álbum, número de faixas, data da venda, bem como nomes de cantores que participarão do mesmo, não foram revelados, pois, como é de hábito do cantor, cantar sozinho, não tem a certeza se seguirá com a mesma linhagem.
 
 
Yola Semedo
No ano passado, Yola Semedo, anunciou o lançamento do seu novo álbum duplo, mas por razões na qual ainda não foram explicadas o mesmo não chegou de acontecer. Em 2018, a Diva prepara-se para lançar a sua nova obra de originais. “De momento prefiro não divulgar ainda o nome do álbum, será surpresa, mas posso adiantar que será duplo com uma parte de Soul e outra de Kizombas e Guettozouk”, revelou a artista no programa Zap News.
Yola Semedo, brindou seu seguidores com o videoclipe do single “Lá no Fundo”, música escrita por Halison Paixão, o mesmo que teve a participação do seu amado marido que mereceu muitos elogios por parte da cantora.
 
 
Dji Tafinha
O rapper dispensa apresentações, com mais de 10 anos de carreira, Dji Tafinha é considerado um dos maiores ícones do Hip-Hop nacional. Em 2016, bateu o recorde ao vender 500 cópias do álbum “Filho da Vitória” em 20 minutos na praça da Independência. Em 2017, o conceituado rapper brindou os fãs e seguidores com o show que arrastou multidões a Centralidade do Kilamba e os levou ao rubro com seus sucessos que marcaram época.
ons de cada melodia dos álbuns já comercializado no mercado em alusão aos 12 anos de carreira, tempo que caracteriza como os mais marcantes deste percurso.
Para começar o ano em grande, Dji Tafinha, fez saber recentemente que, a sua próxima obra discográfica “Presidente” a ser comercializada na praça da independência no mês de Março, contará com alguns dizeres do Presidente da República João Lourenço, que muito comoveu o cantor.
 
 
Projecto X
Com a junção de dois grandes grupos do movimento Hip Hop, “Kalibrados e Army Squad”, nasceu o grupo Projecto X formado por Vui Vui, Man Killa, Sandocan e Kadaff. Já no primeiro single “Projecto X” criaram-se vários ‘tumultos’ nas redes sociais e provocações entre os fãs dos dois grupos com os fãs da FS. Tendo como resposta com a Maxitape “Caveira” dos rapazes da LS, Força Suprema.
Em Dezembro de 2017, Projecto X disponibilizou nas plataformas digitais, o álbum “Vilão”, servindo assim como prenda de natal para para os fãs e admiradores do grupo, fugindo da ideia inicial de levar o primeiro trabalho a praça da Independência. O álbum conta com 12 faixas, dentre elas “Projecto X”, “Avisa que tamu Back”, “Ela é que me ligou”, “Banger”, entre outras, o mesmo contou com a colaboração do Preto Show, Lipsia, JP da Maika, Bzb, a produção executiva esteve a cargo da Army Music e Goodfeeling Records. Projecto X estará este ano na praça da independência com o mesmo álbum, mas, com algumas faixas novas.
 
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga
 
Editado Por: Newsmuzik • Adm: Altaly Mutchineno