ÁLBUNS

6/Álbum/grid-small

Leila Lopes diz ‘’não acho justo existir fome e pobreza’’ em Angola [Noticia]


A angolana considerada a mulher mais bela do universo em 2011, Leila Lopes, mostrou-se triste com o elevado índice de ‘’pobreza e fome’’ em Angola, e considera-se ‘’abençoada por ter a sorte de poder viver no exterior’’.

Numa entrevista emitida ontem pela rádio LAC, no espaço Café da Manhã, conduzido pelo jornalista José Rodrigues, a Miss Universo 2011, Leila Lopes, residente nos Estados Unidos da América, expressou o seu descontentamento pelo elevado nível de ‘’pobreza e fome’’ que assola os angolanos.
 
‘’Não acho justo existir fome, falta de saúde… Considero-me uma pessoa abençoada por ter sorte de poder viver no exterior e ter acesso fácil, grátis a saúde. Não estou aqui a julgar Angola, entendo, viemos de um longo tempo de guerra’’, disse.

No olhar de Leila Lopes, para minimizar a ‘’fome e a pobreza’’, é necessariamente que o Governo seja auxiliado pelos famosos da nossa praça, como tem acontecido lá fora.
‘’Vejo lá fora, famosos juntam-se, fazem gala de arrecadação de fundos, ajudam instituições, constroem hospitais, escolas, dão bolsas de estudos, então, porque nós não podemos fazer?’’, questiona, acrescentando com tom crítico, ‘’para postar nas redes sociais todo mundo tem muito, mas depois para ajudar o próximo já ninguém tem, e a culpa cai para o governo.’’

Nenhum comentário:
Write Comments