Noticia: “Os que deviam ser patenteados simbolizam perigo e são separados”- Heavy C


O cantor, produtor e compositor angolano Heavy C, disse estar desmoralizado com estado actual da música angolana e que os que deviam ser patenteados simbolizam perigo e são separados.

 Nesta quarta-feira (07), o músico e compositor Heavy C abriu o coração e tirou de dentro tudo o que pensa sobre o estado actual da música angolana. Entre outros termos Heavy disse ser “medríocrre” o trajecto do musical angolano e que os programas de colagens e coros infantis é que lideram o mercado.


“Desmoralizado… Com a conduta de quem nos devia instruir,com o trajecto medíocre que segue o ramo musical, triste pelo impacto visual e não estrutural..Os que deviam ser patenteados simbolizam perigo e são “separados”..Ontem quando os meios escasseavam ainda havia maior motivação,letras perdidas, beats tirados de internet,programas de colagens,e coros infantis é que lideram esse mercado.Devia me calar?Talvez sim,.mas quando a necessidade é maior a moral não resiste…Amanhã todos irão reclamar por qualidade,e os mesmos é que deram força a este estado crítico da música angolana.E ainda há quem ache que estou com “dor” talvez sim,mas uma dor de não puder ver o meu lindo País num quadro internacional musical e não produtos “arranjados”. Paz”, desabafou o artista.

Com estas palavras, o renomado produtor que conta com mais de 20 anos de carreira, mas sem nenhum prémio de reconhecimento estava a anunciar o fim da sua carreira artística (refira-se aos palcos, a produção musical, a direção artística)  por tempo indeterminado.

Os motivos seriam o estado actual da música angolana. Embora sempre teve esperança de dias melhores, o músico disse em nota submetida ao Platinaline que “abandona o mercado devido a centralização, abertura de falência e insuficiência estrutural”.

O produtor que já lançou para a ribalta nomes sonantes da música angolana continuou dizendo que “durante tantos tentou de uma forma “gerir” e fazer “ouvidos e olhos de mercador” ao estado da música angolana mas que não consegue dar sequência. A crise pode ser um contribuinte, mas maior é a desmotivação, desvalorização, de um quadro musical que muito fez pelo País que tanto ama e até hoje não conseguir estruturar-se”.

Heavy C ficará afastado de qualquer movimento musical com aparições e se dedicará a um ramo diferente do qual sempre nos habituara.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.